Dilema de uma mulher Balzaquiana!

Quem segue o blog desde o início sabe que eu vivo tentando lutar contra as minhas sardinhas, herança de um passado de muito sol sem protetor. Se passo protetor solar fator 100 com chapéu (pode ser até um sombreiro daqueles mexicanos, rs), que as bonitas aparecem nas maçãs do meu rosto trazendo a família e as amigas, rs…  Que ódio… Daí gasto muito dinheiro com cremes clareadores, laser e muito protetor no dia-a-dia.

vitamina d

Depois de muito tempo, consigo tira-las do meu rosto, mas não posso descuidar um minuto no sol que elas aparecem, ou seja, já faz muito tempo que evito a exposição solar, estou com a cor de consultório ( sou dentista e é assim que a gente fala quando fica com aquela cor amarelada de não tomar sol, rs).

Bom, mas qual é o impasse?

Fiz exame de sangue a pedido da minha nutricionista e deu que estou com falta de vitamina D,  que é um hormônio esteroide lipossolúvel essencial para o corpo humano e sua ausência pode proporcionar uma série de complicações. Afinal, ela controla 270 genes, inclusive células do sistema cardiovascular. A principal fonte de produção da vitamina se dá por meio da exposição solar, pois os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de ativar a síntese desta substância. Ou seja, minha nutricionista além de ter me passado cápsulas de vitamina D para tomar, disse que tenho que voltar a tomar sol e de preferência 15 minutos todos os dias.

Fazer o que? Vou ter que assumir as manchas no rosto, mas ficar saudável. Advinha qual vai ser meu novo vício? Comprar muita base para cobrir as manchas!